terça-feira, 25 de novembro de 2008

Os Estranhos


No dia em que fui assistir ao filme espanhol [REC], tive a oportunidade de conferir o trailer deste Os Estranhos e achei muito interessante. Minha curiosidade aumentou, quando soube que toda a trama era baseada em fatos reais e, sendo assim, fui conferi-lo, ontem, com grandes expectativas. O filme não decepciona, isso é um fato. Tem ritmo e consegue construir uma atmosfera de suspense. Mas apesar de acertar e até chegar a ser genial em algumas partes, ele possui alguns erros chatos e algumas cenas que pendem ao exagero.

O longa começa nos apresentando o casal de protagonistas Kristen (Liv Tyler) e James (Scott Speedman) e nos situa na situação pela qual eles tinham acabado de passar (aparentemente James pediu Kristen em casamento, mas esta não aceitou). Decidem, pois, por passar a noite na remota casa de veraneio da família dele, no intuito de absorver uma noite difícil. Mas o que era para ser uma fuga ou um simples descanso, logo vira um caos e aquela noite será a pior da vida do casal. Três estranhos, mascarados, começam a aterrorizá-los e, ao que parece, têm a gana de assassiná-los. O clima de desespero e suspense toma conta do filme e tudo é maximizado por uma excelente trilha sonora e pela bela atuação de Tyler. O trio mascarado, pensando que estavam em época de Carnaval, parecem se divertir em ver James e Kristen sem ter o que fazer; e nem uma fuga de carro dá certo. Em suma, os “insanos” tentam de tudo para capturá-los e sabemos o que acontece. Como assim? Explico: a fita começa com um narrador informando que no dia 11 de Fevereiro de 2005 um casal foi brutalmente assassinado (logo, já tomamos nota do desfecho do longa) e os detalhes de tal incidentes ainda não são totalmente conhecidos. Obviamente, o filme foi baseado neste fato; mas até onde o roteiro é a tentativa da sua reprodução? Onde começa e onde termina a veracidade da história? Isso eu realmente não sei responder. Comento isso, pois uma cena em especial me pareceu um tanto forçada, e não sei se foi uma mera inserção por parte do roteirista e diretor (Bryan Bertino) ou se realmente aconteceu. Além disso, há várias falhas. Pequenas, mas estão presentes; como o relógio que marca quatro da manhã, dali meia hora quatro e meia e quando o dia amanhece continua quatro e meia. Contudo estas nem comprometem o filme, mas o que me deixou muito nervoso foi o seu desfecho. Na verdade, nem é o desfecho, mas o último segundo do filme (sim, o último segundo mesmo): este, a meu ver, é ridículo.

Como eu mencionei no começo, a fita chega a ser genial em alguns aspectos. Além da trilha e de Liv Tyler, gosto bastante da movimentação da câmera. Um quesito, particularmente, que achei incrível, foi o seguinte: pelo jeito, ninguém sabe a identidade dos assassinos até hoje. Bertino teve a excelente sacada de jamais nos mostrar o trio sem as máscaras, e mesmo quando eles as tiram, o diretor dá um jeito de mostrá-los de costas, ou de lado, sem revelar os seus rostos. Devo ser justo e dizer que a direção pode ser resumida como despretensiosa. Não tem o intuito de criar nada mirabolante e sem explicação dentro do que propõe. Desta forma, digo que é um material com falhas, mas legal, que vale a pena conferir.


Nota: 7,5


The Strangers; EUA, 2008; Suspense; de Bryan Bertino; Com: Liv Tyler, Scott Speedman, Peter Clayton-Luce, Gemma Ward, Kip Weeks, Laura Margolis.

15 comentários:

Johnny Strangelove disse...

É aquilo que estava comentando com você ... um filme de terror feijão com arroz, daquele que tem os elementos certos para conquistar um cinefilo de horror que se preze. Para mim um filmão sem duvidas ...

Alyson Xyzyx disse...

Curioso: realmente o diretor é despretensioso (Pois descartou até o roteiro!), mas acompanhei a campanha pré-divulgação desde o inicio e acho que o filme teve seu dinheiro graças a públicação, porque conteúdo é o que falta nele. Eu, um cinéfilo de horror (meu genero favorito) que se preze, já vi coisas bem melhor.

Abraços, Kau!

Kau disse...

João, realmente ele não procura inserir o que não precisa. É aquilo e pronto! Fiquei tenso em algumas partes...

Alyson, despretensioso no sentido de não querer colocar nada de esquisito e, como eu disse no texto, mirabolante. Simplesmente quis reproduzir, verdadeiramente ou quase, um fato. Desde o começo sabemos como vai acabar e conseguir, mesmo assim, criar uma atmosfera legal é muito difícil... Abraços!

Robson Saldanha disse...

Quero muito ver mas me falta dinheiro e tempo... a falta me consome os dois... tá dificil, aco que só em DVD mesmo!

Pedro Henrique disse...

Ninguém sabe como vai acabar, já começa acabado. Mas o filme é legal!

Kau disse...

Robson, mas não deixe de ver mesmo em DVD!

Pedrão, exatamente. E sabe que achei isso bem legal??!

Hugo disse...

É muito bom descobrir filmes menores, daqueles que esperamos pouco e acabamos sendo surpreendidos para melhor.
Vou colocar este na minha lista.

Abraço

cinefilapornatureza disse...

Como já disse em outros blogs, tenho ficado impressionada com as boas opiniões que tenho lido sobre "Os Estranhos". Vou assistir ao filme amanhã e, depois, comento seu post com calma.

Mayara Bastos disse...

Olá, Kau. Tdo bem?

Estou lendo maravilhas sobre o filme e me animei com o trailer. Aliás, estreou próximo de casa e, talvez quarta eu verei!

Fique bem, beijos!!!

Kau disse...

Hugo, exatamente. Inclusive, é estréia na direção e roteiro de Bertino. Abraços!

Kami, faça isto. Espero que goste do filme o qual tem sido bem recebido.

Mayara, tudo ótimo. E você?
Realmente vale a pena. Depois comente o que achou! Bjos.

Romeika disse...

Kau, eu pensava que este filme fosse uma bomba, ou algo bem regular... A unica coisa q me chamou a intencao foi a presenca da Liv Tyler (ela deveria estar em mais filmes!). Bjs.

Iza Q. disse...

Olá,
Gostei muito do seu blog. Em especial da sua forma de escrever e descrever. Dei uma lida em posts antigos e achei demais.
Quero ver esse filme a muito tempo, desde que vi o trailer no cinema. Muito boa crítica. Vou assistir pra comprovar as espectativas.
Prazer,
Iza Q.

Kau disse...

Romeika, eu concordo! Liv deveria aparecer mais no cinema, pois talento ela tem. Assista, quando puder; vale a pena. Bjos!!

Iza, obrigado pela visita e pelos elogios. O Bit estará de portas abertas para vc! Assista The Strangers, pois é um bom filme.

Iza Q. disse...

De nada, de nada.
Pra mim é uma grande diversão ficar pulando de blog em blog. Até que cheguei no seu. Gostei do nome ao layout dele. Parabéns!

Sim, sim! conheço Six Feet Under. Eu assistia muito, na verdade. Adoro as séries da HBO. São muito criativas e críveis.
Prazerzão,
Iza Q.

Kau disse...

Iza, pois eu sou fã doente de Six Feet Under. Coincidente ontem, assisti ao último episódio da série e digo que é a coisa mais linda que já vi na televisão!!