domingo, 7 de dezembro de 2008

Imagem da Semana e European Film Awards


Em meio a tantas magistrais imagens da obra-prima O Mágico de Oz, escolho este momento do filme. Ao chegar na Cidade das Esmeraldas, Dorthy e seus fiés amigos se deparam com uma mensagem, no céu, da Bruxa Má do Oeste a qual manda que Dorothy se renda. O que a Wicked Witch mais quer são os sapatinhos de rubi - que estão na posse da menina - e fará de tudo para conseguí-los. Em contrapartida, a garotinha simples e fofa do Kansas só almeja voltar para casa. Mas acho que a frase "Surrender Dorothy" vai mais além: é como se a bruxa a estivesse intimando para desistir do seu desejo e não mais acreditar no seu sonho. Renda-se! Acorde, pois jamais irá voltar para casa. Mas com fé ela acredita que irá conseguir e é o que ocorre. Ao final do filme, a personagem de Judy Garland diz algo muito correto e tocante: "Não há nenhum lugar como a nossa casa!".

___________________________________________________

Ontem saíram os vencedores do European Film Awards, sem nenhuma grande surpresa. O filme italiano Gomorra saiu como o grande vencedor, faturando os prêmios mais cobiçados, como Melhor Filme, Melhor Direção (Matteo Garrone), Melhor Ator (Toni Servillo - também vencedor por Il Divo) e Melhor Roteiro. Na categoria de Melhor Atriz, Kristin Scott Thomas (I've Loved You so Long), derrotou a favorita Belén Ruda (O Orfanato) e a outra suposta favorita Sally Hawkins (Happy-Go-Lucky). Na verdade tivemos, talvez, uma única e grande surpresa: a vitória de Valsa com Bashir na categoria Melhor Trilha Sonora, já que Dario Marianelli concorria ao prêmio por Desejo e Reparação. Confira os indicados no Cinéfila por Natureza, a cobertura do Red Carpet no A Room of One's Own e, abaixo, os vencedores (alguns, já haviam sido anunciados antes da premiação propriamente dita):

Melhor Filme: Gomorra, de Matteo Garrone
Melhor Diretor: Matteo Garrone - Gomorra
Melhor Ator: Toni Servillo - Gomorra/Il Divo
Melhor Atriz: Kristin Scott Thomas - I´ve Loved You So Long
Melhor Roteiro: Maurizio Braucci, Ugo Chiti, Gianni di Gregorio, Matteo Garrone, Massimo Gaudioso e Roberto Saviano, Gomorra
Melhor Fotografia: Marco Onorato, Gomorra
Prix D’excellence: Magdalena Biedrzycka pelo figurino de Katyn
Melhor Trilha Sonora: Max Richter, Valsa com Bashir
Descoberta Européia: Hunger, de Steve McQueen
Melhor Filme - Prix FIPRESCI: La Graine et le Mulet (The Secret of the Grain / Couscous)
Melhor Documentário: RENÉ, de Helena Trestikova
Melhor Curta-Metragem: Frankie, de Darren Thornton
EUROPEAN FILM ACADEMY LIFETIME ACHIEVEMENT AWARD: Dame Judi Dench
EUROPEAN ACHIEVEMENT IN WORLD CINEMA: Søren Kragh-Jacobsen, Kristian Levring, Lars von Trier, and Thomas Vinterberg
PEOPLE’S CHOICE AWARD 2008: Harry Potter e a Ordem da Fênix, de David Yates

13 comentários:

cinefilapornatureza disse...

"There's No Place Like Home", para mim, é a grande frase de "O Mágico de Oz". Amo este filme e acho que ele tem uma mensagem que eu levo comigo por toda a vida. :-)

E nenhuma surpresa em relação aos vencedores do European Film Awards. Eu sempre soube que a Kristin ganharia Melhor Atriz, e não a Sally Hawkins...

Violinista do Cinema disse...

adoro o magico de oz e isso só me faz lembrar de "the fall" filme q vi ontem.

e gomorra era certo no premio heheh.
bjooooo kauuuuuuuuuu

Hugo Leon disse...

Estou com GOMORRA aqui pra ver. Parece ser bom ...

Kau disse...

Kami, a frase é linda mesmo e The Wizard of Oz é clássico! Sobre o EFA, achava que Sally vencia, juro.

Vivis, estou louco pra ver The Fall!!! Altos elogios... Beijos!

Hugo, Gomorra é excepcional. Vale muito a pena.

Rafael Moreira disse...

Assisti "O Mágico de Oz" recentemente sua magia nunca acaba, sou apaixonado por esse filme.

Acho que já tava até na cara que "Gomorra" levaria essa. Eu torcia para que Kristin Scott Thomas ganhasse...

Abraço

THIAGO PAULO disse...

Você acredita que nunca vi O Mágico de Oz? Pelo menos o filme. tenho que ver, né?! Já que semp're tem umas metáforas a respeito...em Lost.

Nossa, a Ordem da Fenix...Ganhou um premio? Acho que é o pior filme de Harry Potter.

Abraços...

Kau disse...

Rafael, O Mágico de Oz é algo que nunca vai perder a magia. E, como eu disse, achava que Sally Hawkins iria vencer. Abraços!

Thiago, ASSISTA!!! É obrigação de todo cinéfilo, hahahahahahaha. Uma das grandes obras-primas do cinema e o segundo melhor filme que já vi. E sobre o Harry Potter: é prêmio popular. Iria vencer anyway! Abraços!

Romeika disse...

E confiram a cobertura do trash..oops red carpet no meu blog:-) Ah, "O Magico de Oz" eh inesquecivel, adoro a classica cancao na voz da Judy Garland, a magia dos cenarios e do technicolor, apesar de plasticos.. Ela quer voltar pra casa, mas o sonho vive na terra de oz, nao no ambiente em preto e branco da realidade. Talvez melhor seria nao acordar hehe

Kau disse...

Romeika, exatamente! Inclusive já incluí o A Room... no texto. Sobre o filme, concordo plenemente. É belíssimo e o que é aquela fotografia em plena década de 30??? Beijos!

Vinícius P. disse...

Gosto bastante de "O Mágico de Oz", apesar de não considerá-lo uma obra-prima. Quanto aos vencedores do European Film Awards, fiquei surpreso pelo fato deles esnobarem os filmes britânicos, algo que mostra a força de "Gomorra" rumo ao Oscar de filme estrangeiro.

Robson Saldanha disse...

Nunca vi o Magico de Oz. Já vi O Mágico de Oroz, dos Trapalhões, serve? ha ha ha ha Mas quero ver, to querendo ser mais clássico ultmamente!

Pedro Henrique disse...

Esse é um clássico que ainda não vi!!!

Kau disse...

Vinícius, eu já acho um espetáculo de filme, hahahahaha. E sim, Gomorra se afirma como favorito ao Oscar.

Robson, o filme dos Trapalhões não serve!! kkkkkkkkkkk!! Assista o clássico de 1939 que é lindo.

Pedrão, confira!